Publicado por: iomarbatista | 30 de setembro de 2009

O Bom Ambiente de Trabalho faz o Negócio Crescer

pedra do letreiro

pedra do letreiro

Para que trabalhamos? Em vista de uma remuneração digna ou da satisfação pelo que fazemos? Sugiro que reflita profundamente sobre estas interrogações, pois podem lhe ajudar a lograr maior sucesso profissional e até na vida. Não obstante, creio que trabalhamos com ambos os intuitos. Queremos um emprego que nos pague justo e ao mesmo tempo nos torne feliz por executá-lo. Se a atividade que desempenhamos não nos ofertar as duas opções, ficará um vazio. Assim, um ambiente de trabalho agradável e satisfatório, é essencial para o comprometimento do trabalhador, o que proporciona ao empregado dar tudo do si, atendendo às expectativas do empregador, o qual espera ver seu colaborador produzindo de maneira plena e estando feliz pelo cargo que desempenha. Isto pode levar a empresa a obter o título de melhor empresa para se trabalhar, sem dúvida esta é uma das metas mais perseguidas pelas empresas de vanguarda.

Todos queremos desenvolver uma atividade que nos oferte boa remuneração, e não somente isto, nos proporcione satisfação plena em executá-la. Este deve ser o propósito de todo aquele que almeja bem estar e que quer ter uma vida plena e saudável. No momento em que conseguirmos encontrar o trabalho que nos oferte estas duas condições, o nível de estresse do dia a dia se reduzirá significativamente e nossa possibilidade de sucesso se ampliará na mesma proporção, nos levando aos triunfos tão desejados.

Se nos reportamos à antiguidade, onde o fardo do trabalho era destinado aos escravos e às camadas pobres, vamos perceber o quanto o trabalhador obteve benefícios. Verificamos que na idade média os servos eram responsáveis por produzir tudo que a sociedade medieval consumia e somente no renascimento o trabalho passou a ter um certo valor. Todavia, na revolução industrial a mão de obra abundante se torna barata, o empregado trabalha em condições insalubres, com longas jornadas de trabalho repetitivo. Mas, a evolução continua e a valorização do trabalho progride de tal modo que o empregado passa na atualidade a ter acesso a uma série de benefícios, como: férias, 13º salário, seguro desemprego, previdência, plano de saúde e odontológico, tickets, auxílios diversos, aposentadoria… 

Doravante alcançamos a era digital, onde o trabalho mecânico se tornar relegado e se valoriza as atividades mais complexas, utilizando-se a criatividade do empregado e respeitando suas emoções. O empregado atinge o estágio de colaborador e conquista espaço para sua realização pessoal. Mas, isto tem seu preço, pois o profissional passa a ser mais exigido e a tecnologia nos leva a ter acesso ao trabalho a qualquer hora do dia.

Estas informações da evolução do trabalho mostra as vitórias obtidas pelos empregados, mas não indica o caminho da acomodação, levando os interessados a refletir o quanto precisa de mais conquistas. Destarte, as ambições vão bem além de um salário elevado, uma jornada de trabalho menos cansativa, de modo que se deseja mais valorização do colaborador, evitando frustração. Não devemos esquecer que salários altos nem sempre trazem felicidade, pois uma carga exaustiva de trabalho desgasta o profissional e não o possibilita usufruir do salário obtido. Quando se está sobrecarregado de trabalho, a melhor coisa a se fazer é auto-analisar os limites e se necessário questionar os superiores, claro sem confrontar e apresentando soluções e sugestões de melhoria. Não quero dizer que não é importante se dedicar ao trabalho, mas, deve-se respeitar os limites, selecionando as prioridades e deixando à margem as ações de menor impacto.

Busque sempre cumprir seu horário de trabalho, chegando pontualmente e saindo na hora do termino de expediente, evite levar trabalho para casa, a não ser que seja imprescindível. Mas, acima de tudo aproveite os momentos familiares, programe encontro com amigos, descanse nos momentos oportunos, pratique atividades físicas, leia textos que sejam descontraído e proporcione prazer e claro que traga aprendizado. Uma vida equilibrada diminui o estresse diário e propicia uma boa dosagem de humor, que contagia a todos por onde passar. A todo instante estamos propensos às mudanças, o mundo desde seu início foi assim e todo nós precisamos estar preparado para isto, por isso devemos estar atentos a tudo ao nosso redor e evitar apego ou acomodação.

Outro fator importante são as capacitações, estas na maioria das vezes motiva o profissional, preparando-os e dando condições a este para crescer profissionalmente, abrindo caminho para se conquistar novos cargos. Vale ressaltar que através das capacitações o empregado tem oportunidade desenvolver seu talento e aplicá-lo na função que desempenha. Não obstante, o fundamental é praticar o conhecimento adquirido, do contrário será um investimento sem retorno. Compartilhe com todos as informações obtidas e se coloque a disposição para quem não entender o assunto ou tiver dúvida. É importante se ensinar o que se sabe, principalmente aos que estão apreendendo, a troca de experiência é salutar para um bom ambiente de trabalho, sem esquecer que as pessoas que estão apreendendo serão gratas e lhe valorizarão pela ajuda.

Os superiores devem ficar atentos à falha de comunicação, isto evita problemas, ressaltando que quanto mais clara e rápida for a comunicação, melhores serão os resultados. As críticas por falhas devem ser feitas sem se apontar culpados. O ideal é reconhecer os esforços e dedicação da equipe e reconfortar os desapontados mostrando as soluções.

Todo ser humano precisa ser reconhecido e elogiado, este incentivo moral às vezes vale mais que um aumento de salário, pois, a expansão da remuneração pode levar o trabalhador a pensar que está se vendendo. Neste caso, os superiores devem saber dosar elogios e reconhecimento e estar muito atendo ao aumento de salário, este sem dúvida é imprescindível, desde que no momento certo. Quanto mais entusiasmado e feliz se encontra o indivíduo, mais pode contribuir com o negócio. Por isto é importante estar atento às atividades monótonas ou incômodas. Nós somos movidos por desafios e as tarefas criativas ou estimulantes levam-nos ao bem estar.

Desta forma, os superiores são os principais responsáveis pelo maior desempenho do funcionário. De modo que o sucesso do departamento está em suas mãos, tendo que ser um bom planejador e coordenador, usando de formar coerentes suas competências e habilidades, sabendo ouvir seus liderados e utilizando as informações obtidas que realmente tragam benefícios a empresa. É importante lembrar que os lideres devem sempre está aberto a ouvir as sugestões, opiniões e reclamações dos colaboradores, isto entusiasma os funcionários, promove a criatividade e ajuda a reter os talentos.

Um líder tem que estar atento aos esforços da equipe, reconhecendo os que se empenham mais e incentivando os menos produtivos.  Algumas empresas mesmo sabendo que uns se esforçam mais que outros, não são capazes de premiar aqueles mais dedicados. Esta desigualdade desestimular os mais dedicados.

Um bom ambiente de trabalho precisa ser saudável, com respeito recíproco, comportamentos educados, com a utilização frequente das palavras mais importante do dia a dia, bom dia, boa tarde, com licença, por favor, obrigado… Quando as pessoas sabem se tratar, surge uma sinergia positiva e todos passam a se policiar. Se relacionar bem é um talento na atualidade, este leva muito profissionais ao sucesso, é como ser um político, claro no bom sentido da palavra, uma pessoa com bom desempenho de relacionamento, apresenta qualidades agregadoras, criando empatia nos ambientes de trabalho e por onde conviver.

Desta forma, num bom ambiente de trabalho não pode haver fofocas, críticas, ironias, colegas falando mal uns dos outros, querendo passar “a perna no outro”. Nestes ambientes não há ajuda mútuas. Assim, ocorre muitas mentiras e uns querendo controlar os outros. Por isto é importante os colegas compartilharem o que estão fazendo, para que haja valorização mútua e não ocorra algo tão comum entre os colaboradores, o não reconhecimento do que o outro está fazendo. Nestas ocasiões os indivíduos enxergam apenas o próprio “umbigo” e afirma que somente quem trabalha é ele.

Porém, quando há o compartilhamento das ações, ocorre a percepção de quem está atribulado em tarefas e uns buscam ajudar os outros, ocorre o verdadeiro trabalho em equipe, como ocorre num time de esporte, onde todos são responsáveis pelo resultados e todos se unem num único fim, onde gestor passa a ser técnico e leva o time a vitória. Neste caso somente ocorre soma entre os funcionários a empresa segue ascedente em direção ao ápice.

Quando perceber que o colega está atribulado, mesmo que você esteja em situação semelhante, pergunte como pode colaborar, às vezes uma simples dica pode ajudar de maneira significativa, isto pode lhe dar destaque diante de outros colegas, que o verão como alguém com quem podem contar e assim obterá o apoio de todos quando precisar. Avalie cautelosamente seu ambiente e busque as melhorias para que possa viver bem tanto no trabalho, quanto no lar e nos demais ambientes.

Autor – José Iomar Batista da Silva
Economista – Consultor do Sebrae/Ce
Fundador do http://www.sitedoempreendedor.com.br
Blog – iomarbatista.wordpress.com
Nossos artigos podem ser publicados desde que citado o autor com os dados acima. Por gentileza nos comunique em contatos@sitedoempreendedor


Responses

  1. gostei muito do texto.

    • Seja bem vinda ao nosso blog!
      Continue nos visitando e divulgando o blog.
      Sucesso!
      Iomar batista


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: