Publicado por: iomarbatista | 3 de abril de 2010

Concorrência Desleal

 A concorrência será sempre um dos obstáculos a ser enfrentado pelas empresas, pois desde que o escambo (troca de mercadorias) surgiu, a concorrência o acompanha como “irmã”. Quando se barganhava a troca de mercadorias, várias pessoas possuiam produtos similares, uns de melhores atributos, outros o inverso, dando oportunidades para se escolher os mais vantajosos, podendo-se lograr a maior quantidade e qualidade.Todavia, os tempos evoluíram e criou-se a moeda, porém, a competição entre os comerciantes permaneceu, de modo que esta se torna acirrada a cada momento, exigindo uma maior atenção por parte dos empreendedores. Se reportarmos aos dias de hoje, verificamos que não mudou muita coisa entre os concorrentes que atuam legalmente, a busca para conquistar o cliente permanece e tem-se buscado fidelizar os consumidores, o que intenta garantir vendas futuras aos mesmos.É necessário se ter muita atenção com os adversários comerciais, caso contrário o negócio pode não ser duradouro, levando o empresário a fechar as portas mais cedo do que o planejado. Não obstante, apenas ficar “ligado” no concorrente que se situa próximo ao nosso empreendimento, não é suficiente, pois a globalização propicia a circulação de mercadoria de todos os recantos do mundo, de modo que os produtos concorrentes estão em todas as partes do planeta. Desta forma, temos acesso a aquisição dos itens de todas as modalidade pensáveis, vindos dos mais longínquos rincões, muitas vezes a preços muito competitivo.Isto faz com que os empreendedores ofertem gêneros de melhor qualidade a um preço justo. Mas, mesmo seguindo esta estratégia ainda é preciso enfrentar a concorrência desleal, que é oriunda de produtos falsificados, conhecidos como piratas, que são mercadorias de procedência desconhecida, os quais apresentam qualidade inferior, são inseguros e podem colocar em risco os demandadores. Estes desrespeitam o Código de Defesa do Consumidor – CDC e a propriedade intelectual.São disponibilizados aos compradores através de contrabando, que é a importação de gêneros estrangeiros proibidos, muitas vezes sem o pagamento dos impostos devidos. Através do mercado informal, com os ambulantes pode-se adquirir as mercadorias originadas deste crime, as quais dificultam a identificação e a responsabilização do fornecedor ou fabricante. Assim, por não apresentarem notas fiscais ou comprovantes da compra, se torna um produto sem garantia.

A comercialização ilegal já corresponde a 10% do volume global do planeta. Por ano o Brasil deixa de arrecadar 27,8 bilhões por causa da pirataria, destarte: 29% das roupas vendidas no país são versões falsificadas das marcas originais; 24% dos brinquedos comercializados são imitações dos sucessos infantis, 16% são “genéricos” dos ícones da moda. Tudo isto provoca um prejuízo anual as indústrias nacionais de R$ 23 bilhões em seu faturamento (Fonte: Conselho Nacional de Combate a Pirataria – Receita Federal).

Para que a concorrência desleal seja reduzida, é preciso que a fiscalização por parte dos órgãos competentes seja mantida e até ampliada. Precisa-se criar maneiras de dificultar a entrada de produtos ilegais no mercado, para que a sua comercialização se torne economicamente inviável, qual seja, seus preços aumentem, perdendo competitividade perante os originais. Isto levará o comprador a optar pelos verdadeiros. Porém, os consumidores têm que tomar consciência do mal que faz a si próprio, as industrias e ao País, adquirindo produtos ilegais e sem garantia.

Autor – José Iomar Batista da Silva
Economista  – Consultor do Sebrae/CePós Graduado em Gestão Consultoriae Elaboração de Projeto
Fundador do http://www.sitedoempreendedor.com.br
Blog – iomarbatista.wordpress.com
Nossos artigos podem ser publicados desde que citado o autor com os dados acima. Por gentileza nos comunique em contatos@sitedoempreendedor.com.br


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: