Publicado por: iomarbatista | 3 de outubro de 2011

Feedback Planejado

Bem, vamos entender primeiro o que é feedback, é a capacidade de dar e receber opiniões, críticas e sugestões sobre alguma coisa pessoal ou profissional. Todavia, traduzido do inglês para o português, obtemos: fato que se repete, sonho que se repete. Mas, vamos nos centrar no primeiro significado, pois saber receber sugestões é muito valioso e se soubermos utilizar estas dicas, lograremos maior crescimento. Interessante é que a opinião dos outros deve ser vista como uma fotografia nossa, pois sabemos que não podemos nos enxergar, a não ser no espelho, porém vemos o nosso inverso, o nosso reflexo contrário. Assim devemos ouvir os outros para interpretarmos melhor o que realmente somos ou fazemos.
Coletar os feedbacks e utilizá-lo para a vida, esta deve ser a lição. Neste caso a nossa meta é buscamos melhoria própria, sintetizando e colocando em prática as conclusões obtidas das críticas e sugestões. Aqueles que não aprenderem a tirar lições da vida, permaneceram cometendo e repetindo seus erros, fato desfavorável para quem deseja ser um triunfante. Quando ouvimos conselhos dos nossos pais, auscultamos os amigos, colegas, professores, facilitadores e outras pessoas que possam querer o nosso bem, estamos sendo pessoas maduras, que adquiriram a capacidade de se auto-conhecer. Isto nos dar o direito de emitimos nossa opinião através de sugestões.
Mas, o feedback planejado pode ir mais longe, também pode ser útil nos negócios. Os contatos com os clientes, aquela caixa de sugestões que se encontra em algumas empresas, é muito útil para se absorver dicas de clientes. Escutar as criticas, opiniões e dicas dos consumidores podem levar qualquer negócio a continuar em rota ascendente, de modo que a prosperidade pode obter condições geométricas.
O aproveitamento das boas idéias que podem vir também de fornecedores, parceiros e clientes internos. Todos são capazes de através suas propostas, contribuírem significativamente com o seu negócio, em alguns casos as idéias podem lograr o status de consultoria, as quais são prestadas por especialista, que vão até a empresa e identificam problemas e falhas, e posteriormente apresentam em forma de consultorias, as quais são “conselhos”, meio de remuneram do profissional, pois correspondem a soluções que trarão benefício ao negócio. Neste caso pagamos por estas sugestões, quem sabe alguns dos conselhos dados por nossos clientes, não podem ter o mesmo efeito se aplicado da maneira correta.
Desta forma, podemos está perdendo muito por não termos um mecanismo para ouvirmos o nosso cliente, podemos está deixando de coletar uma infinidade de conselhos, que na verdade representam o que o cliente realmente quer, quais as suas reais necessidades, como deve ser o produto ou serviço desejado. Algumas empresas já buscam fazer isto, como citei antes através de caixa de sugestão, para clientes internos e externos e em alguns casos também com pós-venda. Porém, creio que em algumas empresas se houver a motivação para isto pode-se lograr resultados mais satisfatório.
Pedir a sugestão sem a oferta de um brinde em troca, pode estar sendo a falhar, se para o melhor conselho do mês for ofertado um brinde, isto pode levar a todos os envolvidos a se entusiasmarem para darem suas contribuições. Poderá se obter um maior número de opiniões sobre o negócios e várias “consultorias” a um preço reduzido. Com certeza surgiram muitas boas idéias que podem ser implementadas e levarem o negócio a medrar mais rápido. No caso do pós-venda, às avaliações dos consumidores nos trará informações que possibilitará o aperfeiçoamento do produto e até melhoria, pois sempre há algo a ser aperfeiçoado numa mercadoria.
O segredo do negócio é habituar-se a ouvir os consumidores, os funcionários e todos os envolvidos na cadeia do seu negócio, este diálogo é uma porta aberta para o sucesso, um canal que deve abranger todos os cargos da empresa, desde o mais alto executivo até os estagiários e pessoal da limpeza. Todos devem se relacionar com os demandantes dos produtos/serviços do negócio, com vista a ouvi-lo e anotar suas sugestões. A disponibilização de treinamentos de criatividade para os colaboradores da empresa, pode também ajudar no surgimento de idéias, sendo este outro caminho para motivar os empregados, favorecendo ao negócio.

José Iomar Batista da Silva
Economista – Pós Graduado em Gestão Consultoria e Projeto
Consultor do Sebrae/Ce
Fundador do http://www.sitedoempreendedor.com.br

Nossos artigos podem ser publicados desde que citado o autor com os dados acima.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: